Oppar merece algo melhor e Unnir virou uma vagabunda!

Postado em Atualizado em

Vendo que o artigo com mais visualizações disto aqui é um com título sensacionalista, nada melhor que repetir a fórmula. he.

Hoje vamos falar sobre o fandom e esta ilusão que muitos fãs possuem de que ele e seus bias(favorito) em um grupo estão destinados a estarem juntos ou de que possui uma chance de no futuro estarem juntos como se a vida fosse uma comédia romântica de baixo orçamento de hollywood ou da ‘kdramaland’ escrita por um divorciado que não vê os filhos a mais de cinco anos. céus, isso é tão patético que eu não consigo conter as risadas logo no primeiro paragrafo.

Antes de mais nada vamos colocar as coisas em pratos limpos, um idol e sua agência fazem de tudo para te criarem sentimentos por ele(a) e no final usar desta conexão  para que você compre toda a merda que eles promoverem, desde os concepts (aegyo a sexy) a suas aparições na tv onde mostram sua “verdadeira personalidade” (risos) tudo é milimetricamente planejado para projetar uma imagem que se conecte com o público.  E não há sentimento mais poderoso que o sexo, afinal é o que nos move, você pode até discordar mas é sobre esse preceito que toda a indústria do pop moderno foi construída, e vem dando muito certo. não se engane, mesmo a imagem de pureza é so uma forma de diferente de te criar o desejo sexual, não são poucas as fãs que desejam desvirginar um idol ou querem ter a sua primeira vez com o seu príncipe ou princesa de olhos rasgados e beleza esculpida por um dos pitaguys coreanos.

Idols são produtos de consumo, nascidos da nossa necessidade de entretenimento e desejo sexual e nenhuma propaganda no mundo dirá “Você não é bom o suficiente para este produto”, muito pelo contrário, “Você pode ter esse produto, veja como é tê-lo” Não é mera coincidência que nos mvs é apenas um garoto ou garota que é alvo da admiração e ou das investidas do grupo, os programas de variedade e entrevista são feitos para te mostrar uma outra face do idol e assim aumentar o impacto emocional destes, recurso amplamente usado na tv e cinema nas histórias de romance onde o protagonista vê o outro lado de seu interesse romântico. O dating ban é a cereja do bolo, ele não foi criado apenas com o intuito de proibir que os  idols sejam pegos(a) em escândalos, a razão é puramente mercadológica, é através dele que a ilusão de que aquele produto é disponível se confirma e isso é chave. o programa de pseudo-relacionamentos We Got Married proibe que seus participantes estejam namorando enquanto gravam o programa, a ilusão não pode ser quebrada, descobriu-se que a atriz Oh Yeon Seo estava namorando com outra pessoa enquanto fazia par com Lee Joon do mblaq, a reação do público foi uma só: “expulsem essa garota, e coitado do Lee Joon que foi enganado por ela”  a reação foi tão massiva que a emissora não teve outra alternativa, os dois foram expulsos do programa e rapidamente substituídos.  O engraçado dessa história é que Lee Joon disse que ele ficou muito puto com a situação, não pela Oh Yeon Seo veja você, e sim pelos fãs que o colocaram na posição de vitima quando ele sabe que tudo era uma ilusão do início ao fim.

Idol usa fanservice contra fangirls, é super efetivo!

Se existe um sentimento tão poderoso quanto o desejo é o de posse, esse é uma consequência direta da conexão sentimental que o idol criou com o público que em troca gastou quantidades massivas de dinheiro, tempo e energia, essa atitude é fruto de um descolamento da realidade sem igual onde a personalidade e vida do fã é totalmente tragada para seu objeto de desejo semelhante ao que ocorre com os otakus(os verdadeiros), fanboys de comics e gamers hardcore. Para se ter ideia das coisas, na Coreia não são poucos os casos onde pessoas investem todas as suas finanças em presentes para os idols e perdem anos preciosos de sua vida, tudo feito com o único intuito de serem notados pelo seu objeto de desejo e quem sabe um dia terem algo a mais.

As sasaengs(stalkers) são apenas o destino final deste processo, onde a histeria e adoração chegam a níveis psicóticos, são tantas as loucuras que farei um post especial para elas em breve.

Através desse sentimento de posse, os fãs acabam ditando como seu idol deve se portar, vestir e falar segundo a sua visão de mundo totalmente distorcida. Qualquer desvio desta visão é combatido com críticas extremas lotadas de raiva, ‘dois pesos e duas medidas’ e falta quase total de lógica. Um idol assumir que está namorando então é o apocalipse para os fãs, é a realidade batendo a porta e dizendo com todas as letras que ele, fã, é so uma pessoa “normal”, sem futuro, que não está no mesmo nível social de seu oppar e unnir e que qualquer chance de ser notado ou ter algo com este não passa da mais completa masturbação mental.

A realidade

Mas o ego humano é craque em criar mecanismos para se proteger, entra aí a dissonância cognitiva a todo vapor usando slutshaming e o status social como táticas para diminuir o “adversário” ou o próprio idol, Kim Tae Hee de namoradinha da Coreia passou para uma vagabunda ao revelar que estava namorado o cantor Rain que foi acusado de corrompê-la, L da boy band INFINITE estava namorando com a ulzzang chocolatra Kim Do Yeon (muito bonita e assustadora diga-se de passagem) e as fãs fizeram uma inquisição contra ela. Soyeon do T-ara revelou estar namorando com Oh jong Hyuk e a primeira coisa que foi dita pelas fãs dele é que ele poderia ter algo melhor. SooYoung como dito aqui, revelou estar namorando, no passado seu namorado negou o relacionamento e disse que sua namorada não era uma pessoa famosa os netizens ferinos disseram: “Realmente, ela não possui a face de uma pessoa famosa e quem diz é o namorado”

Mas nada supera o que fizeram com a Goo Hara do Kara, não é novidade que ela namorou ou teve encontros com diferentes idols e atores, o que é perfeitamente normal mas o imbecil do Kyuhun que faz parte do programa Radio Star, incorporando todo o slutshaming das fãs de todos os idols com os quais ela se involveu a chamou de “boneca de encontros” algo obviamente ofensivo, ela não gostou e reagiu de forma mais aberta, leia-se ela tacou uma garrafa d’água nele, o que você acha que aconteceu? foi duramente criticada ao ponto de ter que pedir desculpas ao aborto ambulante chamado Kyuhun. A errada é ela por estar “corrompendo”(?!) os oppars e dando “mal exemplo”(???!) para unnirs.

Por essas e outras que eu admiro a Narsha do Brown Eyed Girls que recentemente revelou de forma super aberta que durante um bom tempo tinha encontro com um homem diferente por mês. qual é a conclusão lógica? de que em algum momento ela pegou seu bias e provavelmente dormiu com um ou outro, sabe a quantidade de foda-ses que ela da pro slutshaming? zero!

Tenho que pegar todos os oppars!

Existe uma luz no fim do túnel que é o caso da Ailee, enquanto disseram que sua carreira estava morta e enterrada para apenas 4 dias depois ela receber prêmio no Melon Awards 2013 e ser ovacionada em massa pelo público, com o seu nome sendo gritado até mesmo depois de ela ter deixado o palco, esse mesmo tipo de escândalo no passado destruiu carreiras e jogou gente no anonimato. Fica aí a esperança de que com as recentes revelações de namoro de YoonA e SooYoung mais idols sejam compelidos a sair do “armário dos relacionamentos” e com isso dar um tapa de realidade definitivo nos fãs (internacionais e coreanos) que acham ter direito de posse sobre outro ser humano.

Se ainda posso desejar algo para 2014 é que o Exo assuma em massa que estão namorando, ahhh já posso imaginar as proporções épicas dessa shitsorm…. hei não me julgue todos temos o direito de sonhar.

Anúncios

4 comentários em “Oppar merece algo melhor e Unnir virou uma vagabunda!

    YAMAMOTO #1 (@48thumbsup) disse:
    janeiro 6, 2014 às 00:41

    Mas ser esse ideal inatingível de pessoa e receptáculo de emoções é o papel de um idol. A própria palavra diz. É o que separa os idols de outros famosos. Isso tudo é o que compõe a idol culture. Relação fã-idol é pra ser uma fantasia mesmo, se a realidade pinta é incompetência. É isso que se vende e o que existe mercado para. Pra mim, idol que é vendido como idol e quebra essa relação tá fazendo um mau trabalho. Vejo muito “idol” como uma fase de carreira e não um emprego definitivo. Sim, os artistas crescem disso naturalmente, não dá pra ficar na mesma pra sempre. Mas enquanto colher os frutos da relação fã-idol, tem que se esforçar. Idol culture é isso aí. É irracional, irrealista e cruel, o produto é a fantasia. Mas é também a fundação de tudo isso aí que a gente curte, e construção e manutenção da imagem e fantasia de relação é dos aspectos mais interessantes do meio. E sem essas táticas de venda e manipulação, não teríamos a maioria das personalidades que nos cativaram. Enfim, sou muito conservador nesse quesito, como você sabe. Pra mim idol tem que ser “idol” enquanto idol (LOL). Se nego abusa da droga que é essa “relação”, passa a CRER na fantasia ao invés de aproveita-la ou continua exigindo certo comportamento da pessoa depois que ela passa dessa fase, o problema é da retardação mental de cada um.

    tl;dr Sem a fantasia de relação entre performer e fã, não é mais idol, é música “normal”.

      Freeman_c14 respondido:
      janeiro 6, 2014 às 01:32

      A cultura de adoração não é exclusiva do idols, dizer isso é ser míope e pregar uma superioridade que não existe. Rockstars, super stars, as boy e girls bands dos anos 90 e até aquela merda do RBD todos tiveram o mesmo tipo de relação entre fã e ídolo.

      A industria dos idols asiática se difere da do resto do mundo no quesito de que é conservadora a usar qualquer coisa que não sejam as fórmulas bem definidas de como fazer sucesso. é o Toyotismo aplicado a outro nível.

      Agora, você pode até dizer que em um mundo ideal um Idol seria uma tela em branco onde todo mundo preenche com sua visão e sentimentos e se sente feliz so que as coisas não funcionam assim, isso é o oposto da palavra ìdolo que é imagem, um ideal. só que ninguém agrada todo mundo ou 100% do tempo. as milhões de religiões pelo mundo afora são prova disso. Por isso como dito acima a industria trabalha com formulas pra maximizar o seu lucro dai que existe uma obvia predileção por grupos já cada integrante pode ter sua imagem ideal construída para atrair uma parcela do público. E ja te adianto que o AKB48 não pode ser usado como contra argumento e exemplo de “tela em branco” pois elas são ponto fora da curva em uma sociedade que parece não querer sair da infância.

      Somos todos culpados de alimentar essa indústria? sim. É como eu disse, existe uma demanda e tem gente fazendo tudo pra supri-la, a questão é entender que não há nada de errado em admirar o espetáculo, a produção e a beleza dos performistas, mais do que isso é pura masturbação mental.

    Kaylin disse:
    maio 17, 2017 às 01:49

    That’s not even 10 mituens well spent!

    http://immobilienkreditbiz.club/ disse:
    agosto 30, 2017 às 03:30

    I try to limit myself to 3 snacks, one between breakfast + lunch, between lunch + dinner (crucial!), and then after dinner if needed. A lot of times I’m not hungry enough to have one between bfast and lunch, but all the others are pretty much needed. I also try to make sure I have fruit with some fat (aka PB or hummus!)

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s